Bebê obeso – Baixe o app que ajuda a cuidar da saúde do bebê

Publicidade

Inegavelmente, falar sobre os riscos de se ter um bebê obeso, ainda enquanto pequeno, pode ser algo muito importante para você. Essas informações serão relevantes não somente para você, mas também para qualquer mamãe que conheça.  

Sem dúvidas, esse é um assunto que interessa a apenas uma parte da população. Certamente interessa (e muito) a quem é mamãe ou papai e também quem trabalha como cuidador de crianças em casa ou em uma escola. É essencial saber mais.

Publicidade

Certamente, saber sobre os riscos de saúde para um bebê obeso e como podemos prevenir e também cuidar disso é algo que você vai querer saber agora mesmo. Te convidamos a fazer a leitura e compartilhar o conteúdo desse artigo, se o desejar.

Fonte: IMagem do (Google)

Algumas informações sobre a obesidade infantil, na adolescência e fase adulta

Inegavelmente, a obesidade é considerada uma doença grave há muito tempo e também algo que preocupa os órgãos relacionados à saúde. Os cuidados a serem observados em um bebê obeso não são diferentes em relação à essa preocupação. 

No Brasil estima-se que atinja 15% das crianças, entre elas estão os bebês. Não somente os pequenos são motivo de preocupação, mas também os adolescentes, cujo percentual chega a 8%. Entretanto, a queda desse percentual não é motivo de alegria. 

Sabe porque? Isso acontece principalmente porque a cada 10 adolescentes obesos, 8 continuarão assim na fase adulta. Certamente você entendeu que o assunto é sério e deve ficar atento a como fazer para reduzir esse percentual. Siga lendo e saiba mais.

Quais são as consequências para um bebê obseso?  

Em primeiro lugar, é importante saber que um bebê obeso, se torna assim, normalmente, a partir dos 6 meses, quando se inicia a fase de não se alimentar mais, exclusivamente, do leite materno. Os pais devem controlar isso de perto.    

Publicidade

Sem dúvida, quando os pais introduzem refrigerantes, doces e também outros tipos de açúcares na dieta do bebê, favorece muito a obesidade desde o início. Para alguns médicos, esse comportamento dos pais é inaceitável, mas infelizmente acontece. 

Certamente, você deve saber que a obesidade, para os bebês, gera uma série de riscos para a sua saúde. Entretanto, vamos olhar mais atentamente para quais são esses riscos. Confira a seguir:     

  • Primeiramente, o bebê obeso mostra atrasos nos seus movimentos, algo que deveria ser batante natural. Além disso, certamente demorarão mais para sentar e engatinhar.
  • Em segundo lugar, na fase da amamentação até os 6 meses, se a mamãe criar o hábito de oferecer o peito ao bebê, a cada vez que ele chore, inegavelmente, criará nele o hábito de comer sem ter vontade.
  • Do mesmo modo, após os 6 meses, se o bebê se acostumar a comer sem ter vontade, principalmente porque os pais assim o estimulam, a fase da alimentação fica, não somente comprometida, mas também nociva ao bebê. 
  • De maneira idêntica, em um futuro não tão distante, os bebês poderão vir a sofrer de outras doenças que serão decorrentes da obesidade, entre elas: algum tipo de câncer, diabetes, problemas cardiovasculares e também transtornos do aparelho locomotor (lesões nos ossos, articulações, ligamentos e também tendões). 

Você já ouviu falar sobre o método BLW para ajudar um bebê obeso? 

Surpreendentemente, esse é um método de alimentação surgido em 2008 e idealizado por uma enfermeira britânica. Com muito sucesso, tem ajudado a ajustar a alimentação adequada para um bebê obeso. Vamos entender um pouco mais sobre esse método? 

Sem dúvida, a primeira pergunta é: o que significam as 3 letras “BLW”? Em inglês, elas significam “Baby-Led Weaning”. Traduzindo para o nosso idioma português, temos “Desmame Guiado pelo Bebê”. Quer saber um pouco mais? Certamente que sim!

Esse método visa, principalmente, introduzir uma forma diferente de alimentação, onde o bebê pega os alimentos com suas próprias mãos. Portanto, os alimentos estarão cortados em pedaços ou tiras para que o bebê coma sozinho. Fantástico, não é? 

Que tal combinar o método BLW com a alimentação responsiva? 

Inegavelmente, os bons resultados do método BLW ainda não possuem comprovação científica. Porém, os pais que aderem a esse tipo de metodologia para alimentarem os seus filhos falam muito bem. Pesquise sobre isso na internet e veja você mesma(o). 

Os benefícios mostrados são: melhor aceitação dos alimentos, maior autonomia desenvolvida desde pequeno, maior variedade de alimentos a serem consumidos, a formação de um hábito alimentar mais saudável, e também menor risco de obesidade. 

Na alimentação responsiva, os pais encorajam os bebês a provar alimentos diferentes, com paciência e também sem forçá-lo. Sem distrações (TV) e, principalmente, com muita conversa amorosa e carinhosa. É um momento de aprendizado para o bebê.

Conheça o aplicativo que vai ajudar a cuidar melhor dos seus filhos

Surpreendentemente, recomendamos o app “BLW Brasil” para você baixar no seu celular. Ele é gratuito e também está disponível para smartphones Android e iPhones. Vá agora mesmo à sua loja de aplicativos e faça o download.

De maneira idêntica, você também pode acessar gratuitamente as informações no site “ “blwbrasilapp” ou seguir o seu perfil no Instagram. Você vai amar e se surpreender com a quantidade de receitas e dicas de preparação dos alimentos para o seu bebê.

Acesse nosso site e confira nossas dicas de cursos.

Muito bem. Agora você já sabe dos riscos de saúde que corre um bebê obeso, bem como fazer para evitar essa doença nos seus filhos. Esperamos que tenha gostado das dicas e que elas sejam úteis para você. Te desejamos boa sorte e até breve.