Star+: 5 melhores filmes para assistir agora

Publicidade

Star+ se consolidou como uma plataforma de streaming para amantes do cinema, oferecendo uma vasta gama de filmes que atendem a todos os gostos e preferências. 

De produções aclamadas pela crítica a sucessos de bilheteria, o serviço reúne um catálogo diversificado que promete manter os espectadores grudados na tela. 

Você não está encontrando nada para assistir no Star+? Fique tranquilo! Preparamos uma lista dos melhores 5 filmes para você assistir agora!

Publicidade

Os 5 melhores filmes para assistir agora no Star+

O Predador: A Caçada (2022)

Em certas ocasiões, o segredo para um projeto de sucesso reside na simplicidade de uma ideia inovadora, aliada à habilidade de executá-la com maestria. 

Dan Trachtenberg abraçou esse conceito ao fundir o universo icônico de Predador com o contexto histórico dos nativos americanos, reconhecidos como exímios caçadores em sua era. 

Esta abordagem, ao mesmo tempo primitiva e essencial, revitaliza a clássica narrativa de Predador, apresentando uma perspectiva fresca e cativante. 

No coração desta aventura, temos Amber Midthunder, cuja performance traz à vida uma história de sobrevivência e astúcia. 

Este cruzamento de mundos não apenas ressoa como uma homenagem aos elementos fundamentais que consagraram Predador. Como também se destaca como uma interpretação empolgante e eficaz, repleta de tensão e inovação. 

Star+
Star+ Fonte: Canva Pro

Missão: Impossível – Efeito Fallout (2018)

Se o encanto do primeiro filme da saga “Missão: Impossível” residia em sua habilidade de construir suspense de cortar a respiração, então “Efeito Fallout”, a entrada mais ambiciosa e grandiosa da série, se destaca por entregar sequências de ação de tirar o fôlego, capazes de manter os espectadores à beira do assento, com um sorriso de admiração. 

A cada novo capítulo, Tom Cruise reafirma seu compromisso com a franquia, superando limites e expectativas. 

Sob a direção precisa de Christopher McQuarrie e acompanhado por um elenco de apoio repleto de carisma, Cruise embarca naquela que pode ser considerada sua aventura mais desafiadora e visualmente impressionante até agora. 

“Efeito Fallout” não apenas solidifica a reputação de Cruise como um dos maiores astros de ação do cinema. Mas também demonstra o poder de uma narrativa bem executada, que equilibra perfeitamente tensão, emoção e espetáculo cinematográfico. 

Um Lugar Chamado Notting Hill (1999)

Se o charme de Julia Roberts já era incontestável nos anos 1990, “Um Lugar Chamado Notting Hill” veio apenas a reafirmar seu reinado absoluto no gênero romântico. 

Neste filme, Roberts dá vida a uma atriz americana de renome que, por um capricho do destino, cruza o caminho de William Thacker, interpretado com igual encanto por Hugh Grant, em sua modesta livraria no coração de Londres. 

A premissa pode parecer simples, mas é na execução que a magia acontece: dois mundos aparentemente inconciliáveis se encontram e se entrelaçam no cenário pitoresco do bairro de Notting Hill.

O Grande Hotel Budapeste (2014)

 “O Grande Hotel Budapeste” representa, possivelmente, a quintessência do estilo de Wes Anderson, condensando todos os elementos que fazem dele um cineasta único. 

Neste filme, a estética meticulosamente cuidada do diretor — caracterizada por sua simetria, paleta de cores vibrantes e composição detalhada — se encontra harmoniosamente casada com seu distintivo humor, que oscila entre o ácido e o sombrio. 

A produção também se destaca pela presença de um elenco estelar, uma marca registrada dos filmes de Anderson, reunindo talentos de renome em performances memoráveis.

A narrativa de “O Grande Hotel Budapeste” é uma engenhosa construção de “histórias dentro de histórias”. Onde Anderson não apenas conta a saga de seus personagens. Como também tece uma reflexão profunda sobre temas universais como amor, perda e a passagem do tempo. 

Star+ Fonte: Canva Pro

O Poderoso Chefão – Parte 1 (1972) e Parte 2 (1974)

Escolher entre “O Poderoso Chefão Parte 1” e “Parte 2” é uma tarefa árdua para qualquer cinéfilo. Dada a magnitude e o impacto de ambos os filmes na história do cinema. 

Estas obras-prima, essenciais em qualquer lista dos maiores clássicos cinematográficos, compartilham não apenas uma história contínua, mas também um nível excepcional de excelência artística. 

As performances lendárias de Al Pacino e Marlon Brando, combinadas com a direção inovadora de Francis Ford Coppola, marcaram um antes e um depois na representação de narrativas sobre a máfia, gângsteres e o sonho americano, consolidando-se como pedras angulares da Nova Hollywood dos anos 1970.